Seja um doador

DOAÇÃO DE CÓRNEA

DOAÇÃO DE CÓRNEAS

Desde 1978 a Fundação faz a enucleação, análise e o armazenamento das córneas destinadas a transplantes no Estado de Goiás. No Centro de Pesquisas de Córneas da Fundação, são realizados exames para avaliação da córnea e a contagem celular do endotélio, antes da mesma ser enviada ao médico para o transplante. Para garantir a doação e captação de córneas em tempo hábil, a Fundação mantém no Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia e na Santa Casa de Goiânia, uma equipe de funcionários em plantão 24 horas.

A Córnea é um tecido transparente, que cobre a íris (colorido do olho). Se o olho fosse um relógio, a córnea seria o vidro do relógio. Qualquer alteração em sua transparência, forma ou grau pode acarretar baixa visual, sendo necessário tratamento clínico ou cirúrgico. Quando a alteração é muito importante, o transplante de córnea é o procedimento cirúrgico indicado, onde a córnea doente de um paciente é substituída por uma córnea sadia de um doador cadáver.

São entidades sem fins lucrativos que tem por finalidade promover, divulgar e esclarecer a população quanto à importância da doação; realizar a busca ativa de possíveis doadores, remover as córneas doadas, avaliá-las e processá-las, garantindo sua qualidade

A família deve avisar o Banco de Olhos imediatamente após a morte do doador, e comparecer no local onde está seu ente, para fazer a doação, pois as córneas poderão ser retiradas até 6 horas, após o óbito.

Todos podem ser doadores de córnea, desde que haja uma triagem na causa morte, idade, e a autorização familiar. O banco de olhos somente pode retirar a córnea perante a autorização da família. A estética do doador não é alterada.

A distribuição da córnea é feita pela Central de transplantes, ligada a Secretaria da saúde, seguindo uma lista única de acordo com a Legislação Nacional de Transplante vigente: www.saude.gov.br.

Sim, mesmo que tenha miopia, astigmatismo, outras doenças de córnea, catarata, ou use óculos.

PASSO A PASSO PARA O SEPULTAMENTO
  • Pegar a Via Amarela (DO – Declaração de óbito) emitida pelo Hospital/IML.
  •  O parente 1º Grau, comprovando parentesco, deve comparecer a SEMAS (Rua 25-A esq. Com Av. República do Líbano-Setor Aeroporto – F.: 3524-2643 / 3524-2641) com o nome da Funerária e o nome do Cemitério. Com RG do falecido e do parente. (Obs.: Se for sepultar no Cemitério Parque ou Santana, fazer o levantamento no cemitério antes de ir na SEMAS, já no Vale da Paz e Jardim da Saudade é liberado diretamente na SEMAS. Os demais cemitérios particulares, basta avisar a SEMAS.)
  •  Entregar o documento da SEMAS na Funerária.
     Ir para um dos Cartórios para fazer a Certidão de óbito (1º Registro Civil – Rua 7 nº 63 Centro Tel. 3926-0300 // 2º Registro Civil – Av. 24 de Outubro n. 156 Campinas Tel. 3233-0055 // 3º Registro Civil – Rua 7 nº 369 Centro Tel. 3229-3097 // 4º Registro Civil – Av. Tocantins nº 283 Centro Tel. 3212-1030). Caso seja em Goiânia tem um prazo de 15 dias. Obs.: Nos horários após expediente, alguns cartórios ficam de plantão na SEMAS.
  • A Guia do Sepultamento emitida pelo cartório, deve ser entregue no cemitério.

 

Rolar para o topo